Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Regionalização do turismo avança nos estados
Início do conteúdo da página

Regionalização do turismo avança nos estados

Goiás formaliza instâncias governamentais e discute a gestão das regiões turísticas com PB e MG

  • Publicado: Terça, 04 de Setembro de 2018, 19h02
  • Última atualização em Terça, 04 de Setembro de 2018, 19h03
  • Acessos: 577

04.09.2018 - As políticas e programas do Ministério do Turismo foram apresentadas nesta segunda-feira (3), em Brasília, aos representantes de quatro regiões turísticas sendo duas de Goiás, uma de Minas Gerais e uma da Paraíba. A experiência bem-sucedida da gestão do Circuito do Ouro, região turística de Minas Gerais formada por 15 municípios, foi compartilhada com os gestores das instâncias de governança das regiões Pegadas do Cerrado e Águas e Cavernas, de Goiás; e Caminhos dos Potiguares, na Paraíba.

Durante o encontro os gestores municipais e interlocutores estaduais do Programa de Regionalização do Turismo tiveram oportunidade de conhecer detalhes das principais ações do MTur nas diversas áreas de atuação da Pasta, como o Cadastur, cadastro dos prestadores de serviços turísticos, sendo obrigatório para guias de turismo, agências de viagem, meios de hospedagem, transportadoras turísticas, parques temáticos, acampamentos turísticos e empresas organizadoras de eventos.

Na ocasião, os gestores também discutiram sobre a Rede de Informações do Mercado no Turismo (RIMT), integrada com estados e municípios; o Sistema de Convênios (Siconv), para projetos e eventos; a captação de recursos; e o Calendário Nacional de Eventos do MTur. “Todos esses programas estão voltados para a promoção, estruturação e divulgação dos destinos e regiões turísticas. Trabalhamos de forma integrada para que os municípios atendam aos critérios de regionalização e entrem de forma engajada para o Mapa do Turismo Brasileiro”, destacou Ana Carla Moura, Coordenadora-Geral de Mapeamento e Gestão Territorial do Turismo.

O Circuito do Ouro de Minas Gerais foi apresentado aos demais gestores como uma região turística bem estruturada que trabalha a atividade como alternativa de desenvolvimento econômico. Ainda hoje, a economia da região é voltada para a extração de minérios, representando entre 60 e 70 % da arrecadação dos municípios. “Sabemos que a mineração é finita e estamos nos preparando para a prestação de serviços turísticos de qualidade com roteiros integrados para atendermos bem o fluxo de visitantes”, disse Izabela Ricci, gestora da associação dos municípios do Circuito do Ouro.

04092018reuniaoregionalizacaointerna
Foto: Roberto Castro/MTur

registrado em:
Fim do conteúdo da página